MANUEL QUERINO na Seção negros na educação baiana do Blog do GPEC.

MANUEL QUERINO

Foto de Manuel Querino e da professora Candolina Rosa de Carvalho Cerqueira em capa da REVISTA DO INSTITUTO GEOGRÁFICO E HISTÓRICO DA BAHIA. Fonte: Rev. IGHB, Salvador, v. 116, jan./dez. 2021 que está disponível em:

https://www.ighb.org.br/_files/ugd/4f3af0_059b859485bc4933b61c1b64a44a8d62.pdf

Manuel Querino contribuiu de diversas formas para a construção da escola na Bahia. Uma de suas muitas iniciativas foi a de escrever um livro de Desenho para ser usado nas classes elementares da escola primária.

Capa do livro Desenho Linear das classes elementares publicado, em 1903

Acesse aqui o livro em PDF

https://drive.google.com/file/d/1SRBsZnw_WQs18a3hVY0iZuM6JPnctL5C/view?usp=sharing

O desenho era uma disciplina muito valorizada e muito presente no currículo da escola primária. No horário prescrito no REGIMENTO INTERNO PARA AS ESCOLAS PÚBLICAS PRIMÁRIAS ( ATO DE 7 DE MARÇO DE 1891) o desenho tinha presença diária. O livro escrito por Manuel Querino, em 1903, certamente atendia necessidades para o ensino da disciplina advindas das prescrições no referido ato.

Se deseja conhecer o horário de 1891 e as prescrições sobre o conteúdo para o ensino do desenho, acesse:

https://modosdefazer.org/wp-content/uploads/2020/07/ato-de-07-de-marco-de-1891.pdf e consulte as páginas 81 a 83.

Notas biográficas

Obras raras de Manuel Querino são relançadas hoje

Fotos em notícia sobre o relançamento de obras raras de Manuel Querino , os livros Artes na Bahia e Artistas Bahianos, publicados em 1909. Jornal Correio, 09/04/2018. Disponível em:

https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/obras-raras-de-manuel-querino-sao-relancadas-hoje/. Acesso em 13/05/2022

Notas biográficas escritas por Maria das Graças de Andrade Leal informam que o baiano de Santo Amaro da Purificação, órfão ainda jovem, teve como tutor o Bacharel Manuel Correia Garcia, professor aposentado da Escola Nacional, o que resultou em uma boa formação. Querino teve participação atuante na luta pela abolição e destacou-se na vida intelectual. Foi homem de muitos ofícios: Pintor-decorador, desenhista diplomado pela Escola de Belas Artes, artista, professor de desenho, jornalista, funcionário público da Secretaria de Agricultura e Obras Públicas, pesquisador, historiador, folclorista, etnógrafo, escritor e arquiteto não diplomado.  Exerceu a partir de 1895 a cadeira de Desenho Industrial, pela Casa Pia e Colégio dos Órfãos de São Joaquim, onde permaneceu até às vésperas do seu falecimento em 1923. Foi também professor de desenho industrial, a partir de 1905, no Liceu de Artes e Ofícios da Bahia.

Para saber mais acesse o texto de Maria das Graças de Andrade Leal em http://www.dicionario.belasartes.ufba.br/wp/verbete/manuel-querino-manoel-raymundo-querino/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close